Blog de viagens com roteiros, destinos, dicas de hospedagem e passeios.

Osaka – diversão e ótima comida

A cidade do entretenimento e gastronomia

A cidade de Osaka no Japão
0 216

Osaka é a terceira maior cidade do Japão, perdendo só pra Tokyo e Yokohama.

É também uma das mais antigas, porém, uma das que mais se modernizou!

Não faltam opções de entretenimento como a Universal Studios Japan.
Se você gosta de comida de rua, aqui tem o melhor takoyaki do Japão.

Se quer uma gastronomia mais sofisticada, experimente o lamen com Kobe Beef!
E visite algum restaurante com o famoso kaiten sushi (rodízio de sushi com esteiras)!

Se alguém me perguntar, qual é a primeira coisa que vem na minha cabeça quando falam de Osaka, minha resposta seria: comida!

Estávamos vindo de Kyoto e tínhamos uma noite e um dia para curtir Osaka.

O próximo destino era Nara (a cidade dos veadinhos)!

Chegamos de Shinkansen (o trem bala) e ao desembarcar a noite em Osaka, repetimos a mesma rotina de sempre.

Ligávamos o GPS do celular com os mapas offline do Japão e tentávamos encontrar nosso hotel.

Posso dizer que em Osaka, tivemos a maior surpresa de todas!
Eu tinha reservado antecipadamente o hotel pelo booking.com, mas, foi na pressa.
Procurei apenas algum quarto na região central, fácil acesso e bom preço.

Eu não imaginava que havia reservado um hotel num dos principais distritos de Osaka!

A Torre Luminosa: Tsūtenkaku

A referência pra achar nosso hotel era a Tsūtenkaku.

Um ponto turístico de Osaka onde fica a torre luminosa da Hitachi na área de Shinsaibashi, Namba em Naninawa-ku.

A torre possui 103 metros de altura e foi inaugurada no ano de 1955.
É tão grande que saindo da estação, logo já conseguimos avistá-la.

Tsūtenkaku - a torre luminosa da Hitachi em Osaka
Tsūtenkaku – a torre luminosa da Hitachi em Osaka

Você pode subir na torre e ver a cidade do seu observatório numa altura de 91 metros.
Em 2015 foi inaugurado um novo deck ao ar livre acima do observatório.

Uma parte interessante da história, é que no mesmo local havia uma primeira torre construída em 1912 junto ao parque de diversões Luna Park.

Era uma torre de 64 metros de altura e na época a segunda mais alta da Ásia.
Mas, sofreu um incêndio em 1943 e foram tantos danos que ao invés de consertarem resolveram desmontá-la e utilizar o aço para os armamentos de guerra.

Posteriormente em 1955 construíram esta nova torre com a iniciativa privada: Tsūtenkaku Kanko Co. Ltd.

Como chegar no bairro Shinsekai e a torre Tsūtenkaku em Osaka

Basta uma pequena caminhada, descendo na estação Shin-Imamiya da JR Loop Line.

Dias e horário de funcionamento:
O bairro é totalmente 24 horas. 
Tsūtenkaku: todos os dias, das 09:00hs as 21:00 hs
Caso queira ir no deck ao ar livre: 10:00 às 18:00 hs.

Taxa de visitação:  
Tsūtenkaku: ¥ 700 (e mais ¥ 500 para o deck ao ar livre)

 

Billiken

Outra curiosidade dali é o Billiken, o Deus da Felicidade.

Um boneco americano que chegou ao Japão em 1910 junto com a inauguração do Luna Park e sua escultura tornou-se muito popular. Com o fechamento do parque em 1923 a estátua de Billiken simplesmente desapareceu!

Foi feita uma cópia do Billiken e instalada no deck de observação do quinto andar da torre Tsūtenkaku.

Porém, em vários locais de Osaka você verá o Billiken, ele tem até mesmo um templo na cidade.

Geralmente a estátua tem a inscrição em inglês “Things as they” (coisas como deveriam ser).

Bem na frente do nosso hotel, também havia uma menção a este Deus risonho.

Billiken - O Deus da Felicidade
Billiken – O Deus da Felicidade

Ficamos hospedados no Hotel Vertex Osaka e faço uma grande recomendação!

Ótimo atendimento, limpeza, e uma localização excepcional!
Preço bem razoável para a cidade e localização (¥ 8,300 – R$ 250 em 2017).

Chegamos super empolgados, porque andando pela rua vimos dezenas de restaurantes interessantes.
Fizemos check-in, tomamos um banho rápido e voltamos pra rua pra tentar pegar algum restaurante ainda aberto (já eram 22hs).

E daí veio a melhor descoberta, ali é a Shinsekai, um bairro praticamente 24 horas!
Vários restaurantes funcionam dia e noite!

Shinsekai

Em tradução livre, shinsekai quer dizer “Mundo Novo”.

Saindo do hotel, esta era a vista.
Estávamos no paraíso da gastronomia de Osaka!

Conversando com a população local, nos falaram que Shinsekai é considerado hoje um perigoso local do Japão, por causa dos moradores de rua, baixo policiamento e favorecimento à prostituição.

Sinceramente? Não vi nada disso…
Repeti ali a mesma coisa que fiz em todo o Japão, câmera e celular na mão e andando despreocupado.

É lógico que pra quem cresceu na periferia de São Paulo e andava pelo vale do Anhangabaú, viaduto do chá e já teve que passar andando pela cracolândia, qualquer outro lugar é bonito e seguro! hahaha

Saímos pra explorar o bairro, entramos até em vielas escuras pra cruzar as avenidas e o máximo de perigo que vi foi algum segurança de inferninho olhando curioso pra gente, pensando provavelmente o que estávamos fazendo ali… risos

Super seguro, não tivemos nenhum problema.

Bairro Shinsekai em Osaka
Bairro Shinsekai em Osaka

A história diz que Shinsekai teve seu auge logo após o ano de 1903 com o sucesso da indústria nacional, onde em 5 meses mais de 5 milhões de pessoas vieram para o bairro.

Isso se manteve por alguns anos, mas o bairro começou a sofrer um grande abandono.

Nas décadas seguintes, mesmo após a guerra, o bairro continuou desprezado e em decadência.

Foram feitos alguns esforços recentes para revitalizar o bairro e alguns incentivos para o comércio da região. Durante esta revitalização foram utilizadas duas inspirações: Paris e Coney Island em Nova York.

O resultado é muito bom, durante a noite tem muitos jovens indo ou voltando das famosas baladas de Osaka que aproveitam o bairro para uma farta refeição.

 

As comidas de Shinsekai em Osaka

Cada um destes luminosos que você vê, é um restaurante diferente.

Shinsekai e a vista da Tsūtenkaku em Osaka no Japão
Shinsekai e a vista da Tsūtenkaku em Osaka no Japão

Muito famoso em Osaka é kushikatsu. Espetinhos fritos de carne, frango ou porco e uma grande variedade de legumes, que acompanham um molho oriental.

Não deixe de experimentar pelo menos o de raiz de lótus, arpargo e o de shitake.

Kushikatsu - espetinhos de carne e variedades de legumes
Kushikatsu – espetinhos de carne e variedades de legumes

Nos chamou a atenção ali, um restaurante temático com lutadores de sumô e porções gigantes.
Foi lá que vi o maior pudim da minha vida (devia dar para umas 10 pessoas).

E serviam tudo no tamanho família, até o okonomiyaki (que já tinhamos comido o melhor em Hiroshima).

Como no Japão não é muito comum bifes grandes igual temos no Brasil, ao passar o olho no cardápio não resistimos ao bifão. O engraçado é que foi servido com uma grande tesoura para cortar o bife:

O bifão em Shinsekai - Osaka
O bifão em Shinsekai – Osaka

Na parte das bebidas, o restaurante também não ficou pra trás.

Tinha uma gigante caneca de chopp (nama biru).

Nama – significa cru ou fresca
Biru – significa cerveja, beer

Caneca gigante de cerveja/chopp (Nama biru) em Shinsekai - Osaka
Caneca gigante de cerveja/chopp (Nama biru) em Shinsekai – Osaka

Spa World em Shinsekai

Também vale mencionar que fica neste bairro a Spa World.

O lugar utiliza água quente natural bombeada de nascentes que ficam debaixo da terra.

É um conglomerado de OITO ANDARES com piscinas, saunas, ofurôs, onsens e os famosos banhos japoneses.

Tem opções ao ar livre ou cobertas, com estilo oriental e também europeu.

As piscinas ficam abertas dia e noite (das 10:00 hs da manhã até 08:45 hs do outro dia).

Ao custo de ¥ 2400 por 3 horas, você desfruta de todas estas opções de banhos.
Ou paga mais ¥ 300 podendo ficar o dia inteiro!

Dōtonbori – Namba, Minami em Osaka

Ao redor da Estação Namba, Minami (南, “Sul”) fica um dos principais centros de Osaka.

Ali fica a famosa avenida Dōtonbori, onde está um dos principais ícones de Osaka, a famosa placa da Glico com o atleta correndo:

Dōtonbori e a placa da Glico em Osaka
Dōtonbori e a placa da Glico em Osaka

Mas, Dōtonbori é muito mais do que isso e tem uma história que começa em 1612, quando Yasui Dōton, um comerciante de Osaka sugeriu conectar os rios Umezu (que cruza a cidade de leste a oeste) e Yokobori (de norte a sul) com um canal de navegação para impulsionar o comércio local.

Com seu falecimento durante a defesa à um ataque na cidade de Osaka, o projeto ficou paralisado.
Mas, seus herdeiros continuaram tocando a proposta e em 1615 a obra foi inaugurada.

Na época, o atual senhor do castelo de Osaka nomeou a avenida como “Dōtonbori” (em português: “Canal Dōton”.

A expansão maior ocorreu em 1621, quando veio o primeiro plano urbano da cidade.
Em menos de 50 anos, a avenida já tinha vários teatros kabuki, bunraku e seu primeiro show de marionetes karakuri e dezenas de restaurantes e cafeterias.

Como nem tudo são flores no Japão, a avenida passou por reconstruções após um terremoto em 1707 e também após o fim da segunda guerra mundial.

Vista do canal em Minami, Namba - Osaka
Vista do canal em Minami, Namba – Osaka

Passeando pela Dōtonbori, também fomos brincar com um painel interativo.
Uma câmera fica ali te filmando e sua imagem aparece do outro lado da rua no telão:

Painel interativo da Meiji em Dōtonbori - Osaka
Painel interativo da Meiji em Dōtonbori – Osaka

Hoje em dia a área é dominada por centros comerciais (Shinsaibashi, Nipponbashi e Amerikamura) e várias opções de comida de rua e restaurantes.

Vale inclusive uma menção honrosa.
O prato mais típico da culináriá oriental em Osaka é o takoyaki…

O melhor Takoyaki de Osaka e do Japão

Takoyaki é um bolinho de polvo frito (tako = polvo e yaki = frito/assado).

Eu já tinha experimentado o Takoyaki aqui no bairro da Liberdade em São Paulo, em Tokyo e várias outras cidades do Japão. Mas, nada supera o de Osaka.

Logo depois de visitar a placa da Glico e fazer algumas fotos, vimos um restaurante que já tinha uma fila bem considerável (e ainda estávamos no café da manhã).

O grande polvo na fachada do restaurante também chamava a atenção:

O melhor takoyaki: Acchichi honpo Dotonbori
O melhor takoyaki: Acchichi honpo Dotonbori

Fomos até mais perto pra conhecer, e deu pra ver inclusive a preparação do takoyaki.

Esta forma tem os buracos redondos onde eles jogam a massa crua e depois jogam dentro os pedaços de polvo.

O calor ali é bem forte e em poucos minutos o cozinheiro já começa a virar os bolinhos para ficarem fritos por igual:

Preparação do Takoyaki em Osaka
Preparação do Takoyaki em Osaka

A porção pra viagem é servida num barquinho também muito charmoso.

Pegamos o prato e sentamos na beira do canal para comer o melhor takoyaki do Japão!

O melhor takoyaki do Japão - em Osaka
O melhor takoyaki do Japão – em Osaka

Não deixe de comer o seu quando vier em Dōtonbori, fica muito próximo da propaganda da Glico.

Por  ¥ 500 você se delicia com uma porção de nove maravilhosos takoyakis.

Acchichi Honpo Dotonbori
7-19 Souemoncho, Chuo, Osaka – TripAdvisor

 

Shinsaibashi Shopping Arcade em Osaka

Saindo dali fomos passear na Shinsaibashi que é um enorme centro comercial.

É difícil descrever se é um shopping ou uma galeria.
É uma rua coberta com aproximadamente 600 metros de lojas.

De repente a galeria é interrompida por uma avenida.
A faixa de pedestres está ao ar livre:

Shinsaibashi - centro comercial em Osaka
Shinsaibashi – centro comercial em Osaka

Você atravessa e do outro lado a galeria continua por mais outra centenas de metros.

São lojas de roupas, tênis, jóias, presentes e tudo mais o que você pode imaginar.
Inclusive de grandes marcas americanas e europeias.

Como não estávamos lá pra fazer compras, lógico que o que mais chamou a atenção novamente foi o cheirinho ao passar por uma destas lojas.

Luke's Lobster - Sanduíche de lagosta em Osaka
Luke’s Lobster – Sanduíche de lagosta em Osaka

Esta lanchonete vende apenas uma especialidade: sanduíche de lagosta!

Preparada na manteiga com ervas, e com fartos pedaços de lagosta da melhor quantidade.
Lembre-se que o Japão inteiro é banhado por mar, é uma ilha.

Tem lugar melhor pra achar um fruto do mar tão fresco?

Luke's Lobster, sanduíche de lagosta em Shinsaibashi - Osaka
Luke’s Lobster, sanduíche de lagosta em Shinsaibashi – Osaka

Kobe Beef / Wagyu Beef

Considerada a melhor carne bovina do mundo (e também a mais cara) o Kobe Beef é um destaque no Japão.

A carne de Kobe vem da raça bovina Wagyu e tem um sabor incomparável.

Além do tratamento digno de um spa que o animal recebe, uma característica única da sua carne é o marmoreiro – a gordura que fica entre as fibras, deixando a carne muito macia e saborosa.

Alguns criadores dizem que seus bois recebem massagem e acupuntura, e também ouvem música clássica para ficarem calmos.

Os bois são alimentados com grãos especiais e pasmem: cerveja.
Dizem que a cerveja os estimula a comer mais (isso explica minha barriga então).

No Japão, os melhores criadores já venderam o quilo do Kobe Beef por até US$ 1000.
Mas, existem opções e qualidades para todos os bolsos.

Numa das andanças por Osaka, encontramos um Lamen de Kobe Beef e fomos provar.

Kobe Beef Lamen em Osaka
Kobe Beef Lamen em Osaka

O processo é interessante.
Você recebe sua tigela de lamen com o macarrão embaixo, as finas fatias de kobe beef e um ovo cozido ao ponto mole.

O cozinheiro vem então até sua mesa, com um caldo super quente e despeja sobre a tigela e o bife cozinha enquanto você o come.

Foi uma ótima oportunidade para degustar o Kobe Beef pela primeira vez na minha vida!

Um valor bem razoável também, apesar das finas fatias.
Se não me falha a memória, algo em torno de ¥ 2000.

Existem várias opções de lamen e tamanhos.

Kobe Beef Ramen 915
7-13 Soemoncho Chuo-ku – Nippo Rainbow Bldg B1F, Osaka 542-0084 – Trip Advisor

Outras recomendações pra conhecer em Osaka

Nosso tempo em Osaka era curto e no final da tarde resolvemos pegar o Shinkansen e voltar até Himeji para conhecer o incrível castelo, que seria outra oportunidade única.

Alguns pontos turísticos de Osaka que estavam em nosso roteiro e ficaram para uma próxima viagem:

  • Hanshin Expressway: a rodovia que passa dentro de um prédio no Japão. Um edifício de 16 andares, construído em 1992, onde 3 andares são exclusivos para a passagem da rodovia, sem nenhum contato com a construção do edifício.
  • Castelo de Osaka: apesar de ter uma arquitetura similar a outros castelos do Japão, este se destaca por causa do telhado verde e alguns ornamentos em ouro.
  • Universal Studios Japan: um imenso parque de diversões com os temas de filmes da Universal, por exemplo, o Harry Potter.
  • Osaka Aquarium Kaiyukan: um dos maiores aquários de todo o mundo numa construção de 8 andares e alguns tanques que ocupam inclusive mais de um andar.

 

Como chegar na cidade de Osaka no Japão

Viemos diretamente de Kyoto com o Shinkansen Nozomi / Kodama (trem bala).

A distância entre Kyoto e Osaka é de apenas 56 km e o trem bala fez o trajeto em 13 minutos.

Você pode utilizar o JR Pass para economizar nesta viagem, que vou explicar num tópico a parte.
Sem o JR Pass, o custo desta passagem seria em torno de ¥ 3000.

Como a viagem é curta (e se você não comprou o JR Pass) utilize o trem local: JR Special Rapid Service (¥ 560) que sairá bem mais barato que o Shinkansen e te deixará no destino em 25 minutos.

Outras cidades próximas:
– distância entre Osaka e Himeji: 101 km
– distância entre Osaka e Tokyo: 514 km

Confira também o mapa da região central da cidade.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Já curtiu nossa página no Facebook?
Você receberá notificações das novidades e promoções!