Blog de viagens com roteiros, destinos, dicas de hospedagem e passeios.

Como é voar com a Ethiopian Airlines?

Uma das mais baratas companhias áeras para a África e Ásia!

Voando com a Ethiopian Airlines e o Aeroporto Internacional de Addis Ababa Bole
2 482

Em 2017, voei com Ethiopian Airlines saindo de São Paulo para o Japão com escala em Addis Ababa e aproveitei para fazer esta avaliação.

Muita gente me perguntava: A Ethiopian Airlines é boa? É uma companhia segura? Os aviões são bons? Como é o aeroporto de Addis Abeba? Afinal, vale a pena voar com a Ethiopian Airlines?

Sempre quis fazer turismo no Japão e deixava o radar ligado em várias promoções, procurando o mês mais barato para viajar e com compra antecipada que também reduz o custo.

Certa noite no site viaja.net encontrei passagens em promoção na classe econômica com a Ethiopian Airlines:

São Paulo-Brasil para Narita-Japão por R$ 2.863,49 na classe ecônomica
(ida e volta já com taxas) embarque em Outubro/2017 e duração da viagem de 30 dias

Se tivesse comprado diretamente com a Ethiopian sairia mais barato, porém:
– a compra envolveria IOF de 6,38% no cartão de crédito internacional (graças a Dilma)
– a compra sofreria oscilação de câmbio até o fechamento da fatura
– consegui fazer parcelamento em 6x sem juros pelo viaja.net
– tive receio de ter algum problema e recorrer diretamente a uma empresa africana, então, preferi fechar negócio com esta intermediadora brasileira

Apenas para efeito comparativo, numa incrível coincidência do destino arrumei um cliente no Japão e precisei ir até lá 1 mês antes desta viagem. Comprei passagens com a United Airlines em cima da hora e estas custaram R$ 5.100,00 (ida e volta com taxas também).

A passagem com a Ethiopian Airlines saiu 46% mais barato.

Processo de compra e reserva de assento

Não tive problemas com o viaja.net, nem com a Ethiopian.

A compra via site foi aprovada rapidamente e em poucas horas já tinha recebido a confirmação de compra.

O “eletronic ticket receipt” com a confirmação de voo da Ethiopian Airlines e todas as escalas vieram na sequência.

Consegui no mesmo dia inclusive, escolher minhas poltronas nos vôos.

Só fica uma ressalva: o site da Ethiopian é super arcaico e confuso.
Depois que reservei meu assentos, por exemplo, nunca mais encontrei o link para alterar.

Voo e conexões

A viagem total São Paulo a Tokyo levou 28 horas com a Ethiopian Airlines.
Como comparativo, com a United Airlines via Estados Unidos levei 30 horas totais (6 horas de conexão em Newark).

Qual a principal diferença? Via África o voo é mais longo e fiquei mais tempo no ar.
Via Estados Unidos fiquei mais tempo no aeroporto na conexão.

Este voo estava programado para ter uma primeira parada (apenas abastecimento) em Lomé/Togo.
Ela não ocorreu e todos os voos agora seguem direto para Addis Ababa na Etiópia.

O trecho entre São Paulo e Addis Ababa levou 12h.
Conexão com 1h30m de espera na Etiópia para seguir viagem.

De Addis Ababa parte o voo para o Japão.
Mas… com outra escala de 1 hora em Hong Kong para descida de passageiros.
Quem ia para o Japão continuou na aeronave.

De Addis Ababa para Hong Kong: 10h30m.
De Hong Kong para Tokyo-Narita/Japão: 4h30m.

Check-in no Aeroporto de Guarulhos

Foi organizado, porém, peguei uma grande fila.

Tentei fazer meu check-in e despacho de bagagens 3 horas antes do voo porque tinha o beneficio da sala VIP do cartão de crédito e queria aproveitar.

A Etiópia é uma rota barata para entrada na Europa. Cheguei no guichê ao mesmo tempo que uma turma estava indo pra Israel. O rapaz que estava na minha frente literalmente furou a fila pro grupo inteiro dele, e tinha gente com problemas no visto e autorizações e perdi uns bons minutos ali.

Chegando a minha vez, o atendimento foi nota 10.
O atendente era estrangeiro e falava um português de Portugal.

Foi muito claro nas informações, recolheu minha bagagem e  avisou que não haveria a parada em Togo e seguiria direto para a Etiópia. Avisou que eu não precisaria pegar minha bagagem na conexão, e que ela iria direto para o desembarque no Japão.

Ethiopian Airlines e o Boeing 787-8 Dreamliner

Em todos os trechos do meu voo a Ethiopian Airlines usou o jato Boeing 787-8 Dreamliner.

Boeing 787-8 Dreamliner da Etiopian Airlines
Boeing 787-8 Dreamliner da Etiopian Airlines

É uma aeronave de última geração, muito silenciosa e relativamente confortável na classe econômica.
O espaço para pernas é pouca coisa maior que o Boeing 777-200 utilizado pela United, praticamente igual.

Com meus 1,85m de altura, não posso dizer que o espaço é dos melhores.
No voo de volta vim com as 2 poltronas ao lado livres. Um alívio.

A decoração do avião utiliza as cores da companhia e só achei estranho a poltrona ter acabamento em tecido, que não parece ser tão higiênico quanto couro ou materiais sintéticos né?

Interior do Boeing 787-8 Dreamliner da Ethiopian Airlines
Interior do Boeing 787-8 Dreamliner da Ethiopian Airlines

Mas a aeronave era nova e muito limpa, os banheiros inclusive em todo o voo bem organizados.

A tripulação super educada e conversavam com os turistas num inglês bem razoável.

Logo na chegada distribuíram fones de ouvido, máscara para dormir e um kit com escova e pasta de dentes.

Na tela a frente da sua poltrona, haviam opções de filmes, seriados, músicas e o mapa interativo para acompanhar o voo.

Talvez a única ressalva, é que não achei quase nada com legenda em português.
Então, alguém que não fale inglês poderá ficar meio entediado.

No lado positivo é que havia muito mais opção de música do que com a United por exemplo.

Serviço de bordo

O serviço de bordo também julguei muito bom!
Ótima refeição e bem servida, considerando que estava numa classe econômica.

Foi oferecido vinho tinto, branco e cerveja durante o voo. Além dos sucos, refrigerantes, chás e café.

Foram vários serviços durante o voo, café da manhã, almoço, café da tarde, jantar, etc.

Algumas frutas frescas, produtos com boa qualidade e inclusive recebemos feijão em pleno café da manhã. hahaha

Café na manhã com feijão na Ethiopian Airlines
Café na manhã com feijão na Ethiopian Airlines

Sempre fui prontamente atendido quando solicitava mais uma bebidinha pra relaxar (nunca durmo no voo. risos).

Vi algumas pessoas reclamando que a refeição parecia servida numa marmitinha de metal e que eram servidos com simples talheres de plásticos e mimimi, que parecia uma cadeia…

Não sei se eu sou muito simples e me agrado com tudo ou se a pessoa que é muito fresca. risos

Nota 9 para a companhia Ethiopian Airlines!
Ótima relação custo benefício!

Já sobre o aeroporto da Etiópia, tenho ressalvas…

Conexão em Addis Abeba – Etiópia

Tive 2 experiências bem diferentes na ida e na volta por causa das reformas no aeroporto.

O Addis Ababa Bole International Airport é um dos maiores aeroportos da África.
Em 2016 recebeu quase 9 milhões de passageiros.  É o principal hub da Ethiopian Airlines para a Europa, Ásia e Américas. E opera também vôos domésticos.

Agora em 2017 estava em plena reforma e nova expansão.
Uma obra estimada para terminar totalmente em 2025 e se tornar o maior da África.

Observe que minhas principais reclamações de ida não aconteceram na volta quando a reforma já estava mais avançada, então provavelmente você não terá problemas, mas vale o relato.

Minha experiência no Bole International em 3/outubro/2017

Não foi das melhores, mas não estragou a viagem também.

Logo no pouso achei estranho, pois voava num Boeing Dreamliner e o desembarque foi realizado em pista. Fomos encaminhados para os ônibus que nos levaram até o saguão do aeroporto.

Bole International na Etiópia: desembarque na pista
Bole International na Etiópia: desembarque na pista

Chegando no saguão, percebi que o aeroporto era realmente acanhado.

Duty Free do Bole International Airport na Etiópia
Duty Free do Bole International Airport na Etiópia

O Duty Free era o menor que eu já tinha visto (que não há problema algum porque não viajo pra fazer compras… risos). Haviam poucos restaurantes neste corredor e logo depois já era a imigração, raio X e apresentação de passaporte.

As filas eram bagunçadas e o inglês falado pelos funcionários não era dos melhores.
Várias vezes vinha alguém te atropelando e furava a fila porque ia perder o voo e a conexão e eu ficava no meio sem entender nada.

Eu mesmo não tinha certeza se estava indo pro lugar certo, porque não havia painéis informativos sobre os próximos voos. Mas, sabia que tinha 1 hora e meia e fiquei tranquilo.

Depois de passar pelo raio X (que você precisa tirar cintos e sapatos) e apresentar a documentação fui liberado para o saguão e procurei um banheiro.

A educação de alguns turistas

Quando entrei, vi turistas tentando tomar banho na pia! risos

Não encontrei sabonete líquido, nem papel no banheiro e desisti.
Deixei para usar o banheiro do avião (que estava impecável, por sinal).

Já tinha passado pela imigração, então perdi o acesso aos poucos restaurantes lá de cima.
Achei um bebedouro e descobri que estava sem copos e pasmem… sem água!

Bole International na Etiópia com lotação máxima e sem lugares para sentar
Bole International na Etiópia com lotação máxima e sem lugares para sentar

Não consegui identificar se o ar condicionado do aeroporto funcionava, porque haviam muitas janelas abertas que inclusive traziam vários pernilongos para o recinto.

E o receio de ter um mosquito mais nocivo?
Isso que me motivou a tomar a vacina de febre amarela este ano e ficar protegido. risos
Passei calor mas vesti jaqueta e calça até o embarque.

No meu voo de ida o aeroporto da Etiópia ganhou no máximo uma nota 5.

Um caos generalizado? Não..
É claro que foram vários probleminhas, mas foi uma conexão de apenas 1h30m e não mudou nem meu humor apesar do cansaço.

As melhorias no Bole International 30 dias depois

No meu voo de volta, passei novamente por lá em 4/novembro/2017 e tive um grande alívio.

Quem fosse pegar conexão não precisava mais passar pelo raio X, nem passar pela imigração.
Fomos diretamente para um saguão de espera.

Novo saguão de espera do Bole International na Etiópia
Novo saguão de espera do Bole International na Etiópia

Havia lugar para todo mundo aguardar sentado e a temperatura interna também já estava mais agradável.

Instalaram novos painéis de informação com os voos, mas ainda tinha um pouquinho de bagunça.

O teclado virtual do operador ficava por cima das informações dos painéis. risos

Teclado virtual aparecendo por cima das informações no Bole International
Teclado virtual aparecendo por cima das informações no Bole International

Aeroporto de Narita em Tóquio

Chegar ao aeroporto de Tokyo em Narita é o melhor de toda a viagem.

Não existe povo mais educado e cordial dos que os japoneses.

A organização do aeroporto é coisa de outro mundo.
Se em São Paulo ou Etiópia faltavam informações, aqui você tem placas e painéis a cada 20 metros.

O aeroporto e a educação de todos é um exemplo a ser seguido.

Quando fui embora do Japão, também testei o balcão de check-in e foi a melhor experiência entre todos também.

 

Check-in na Ethiopian Airlines no Aeroporto de Narita em Tokyo
Check-in na Ethiopian Airlines no Aeroporto de Narita em Tokyo

O voo até Hong Kong foi muito vazio e em Hong Kong subiram mais passageiros, porém, não chegou a lotar o avião até Addis Ababa.

Já na Etiópia o voo veio com maior lotação para o Brasil, porque já tinha também as outras conexões vindas da Europa.

Considerações finais sobre a Ethiopian Airlines

Dou nota 9 para a Ethiopian Airlines e voltaria a voar com eles com certeza.
É uma ótima relação custo benefício para uma viagem ao Japão e outros lugares da Ásia.

Apesar de ter 1 escala a mais (em comparação com um voo via Estados Unidos ou Europa), o tempo total de viagem é equivalente.

Ou você estará parado numa conexão num aeroporto ou estará em voo.
Vale de você avaliar o que é melhor para você.

Caso não tenha o visto americano por exemplo, o voo via Africa te dará economia neste ponto também.

Este voo custou quase 50% do preço de uma voo com a United e sinceramente tive a mesma qualidade de atendimento e pouquíssimos detalhes observados.

O Aeroporto Internacional da Etiópia não foi a melhor experiência é claro e passa por melhorias.
Em outubro foram vários probleminhas, mas, já em novembro/2017 com as reformas adiantadas foi perceptível algumas melhoras e ver que realmente estão se esforçando.

Tentei não confundir aqui a pontuação da companhia aérea com a do aeroporto utilizado.
O que você precisa se atentar é que em algumas reclamações que vi sobre a Ethiopian era por causa dos aviões antigos que utilizavam para voar alguns trechos. Estude bem o trecho que você vai comprar.

Aproveitei este voo para somar pontos no meu cartão da United: Mileage Plus da Star Alliance.

Por incrível que pareça, apesar da classe econômica do bilhete, somei mais pontos neste voo do que com meu voo ao Japão pela própria United. Mas, esta pontuação mais vantajosa da Ethiopian Airlines parece estar mudando agora em 2018 com a Star Alliance e seus parceiros.

Bilhete de voo com a Ethiopian Airlines
Bilhete de voo com a Ethiopian Airlines

 

2 Comentários
  1. Lélio Paulo Schauren Diz

    Valeu Bob pelas prestimosas informações. Lélio

    1. novocalculodarota Diz

      Lélio, obrigado pela visita e um grande abraço!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Já curtiu nossa página no Facebook?
Você receberá notificações das novidades e promoções!