Blog de viagens com roteiros, destinos, dicas de hospedagem e passeios.

Cajón del Maipo e Embalse el Yeso

Uma região cercada pelos Andes e banhada pelo Rio Maipo

0 392

O Cajón del Maipo e Embalse el Yeso no Chile era o passeio que eu estava mais curioso quando programei nossa viagem em família para Santiago!

Localizado bem próximo da capital, em pouco mais de 2 horas você já estará no destino final.

Certamente, há várias maneiras de chegar lá.
Seja alugando um carro, contratando o tour com agências de turismo e até mesmo com ônibus intermunicipal.

Como nesta viagem eu estava com meus pais, minha opção foi buscar a maneira mais confortável.

O mais divertido foi ter mostrado neve aos meus pais pela primeira vez!
E serviu de gostinho pra um dia eles conhecerem Perito Moreno como fez nossos amigos do Receitinhas e Viagens, que me conhece sabe é um antigo sonho que tenho!

Contudo, já tinha pesquisado bastante sobre Cajón del Maipo e Embalse el Yeso antes de sair do Brasil e estava decidido a alugar um carro.

A escolha por um tour

Porém, em uma das andanças pela capital Santiago, conheci um guia de turismo de enorme simpatia, Francisco da VYB Turismo, WhatsApp: +56 9 4929-8264.

Primeiramente ele nos apresentou as opções que tinha, já fez alguns descontos ali na hora, mas mesmo assim não nos forçou a contratar nada.

Pediu meu WhatsApp e enviou algumas fotos dos passeios para eu decidir mais tarde.

Por volta de CLP 25.000 (R$ 150 em 2018) por pessoa você consegue fazer este passeio, que inclui o transporte, algumas paradas e um gostoso picnic na beira do Cajón del Maipo e Embalse el Yeso.

Todavia, se tivesse optado pelo aluguel do carro, sairia mais barato.
Mas, acabei escolhendo o passeio com eles que iriam nos buscar no apartamento do AirBNB que estávamos e ficaria tudo mais fácil.

Alias, se esta não fosse uma viagem em família, provavelmente faria como a turma do Passaporte com Pimenta no Atacama dirigindo uma 4×4!

Por fim, também gravei alguns videos da estrada que estou editando e em breve vou subir no YouTube com dicas para quem quiser ir de carro (e vale a pena, estrada bem tranquila e sem stress).

 

As paradas do passeio

É lógico que as empresas de turismo já fazem acordos com o comércio local para estacionarem lá com os turistas e suas carteiras recheadas.

Nem sempre o preço nestas paradas é justo e não são todos os lugares que aceitam troca por um rim em bom estado.

Mas, se a grana estiver curta, coloque umas guloseimas na mochila antes de sair de casa e seja feliz!

Nosso primeiro pit stop foi no Parador del Maipo, um lugar que tem uma cafeteria, banheiros e faz aluguel de roupas, caso o frio esteja muito intenso para chegar até o Embalse el Yeso.

O aluguel é opcional e a gente já estava relativamente preparado para o frio (previsão de 4º C).

Cajon del Maipo e Embalse el Yeso - Parador del Maipo
Cajon del Maipo e Embalse el Yeso – Parador del Maipo

Nosso guia não forçou nada e era sempre simpático e prestativo.
Mas já ouvi alguns relatos reclamando sobre as táticas deles para forçarem um aluguel dos turistas… risos

Túnel Ferroviário del Tinoco

Parada obrigatória em todo passeio a Cajón del Maipo e Embalse el Yeso, este lugar serviu de acesso aos trens entre 1914 e 1980 até ser desativado.

Principalmente, o desafio aqui é andar a pé pelo túnel de 500 metros completamente no escuro, onde alguns relatam ter visto aparições e murmúrios.

Túnel Tinoco em Cajon del Maipo e Embalse el Yeso
Túnel Tinoco em Cajon del Maipo e Embalse el Yeso

O túnel atravessa uma colina (cerro) paralelo com o caminho ao vulcão (Camino al Volcán) da Ruta G-25.

Quando chegamos aqui, todos desceram da van e no escuro caminhamos tentando utilizar a lanterna do celular como salva guarda, enquanto lembrávamos das histórias contadas pelo guia.

Túnel Tinoco em Cajon del Maipo e Embalse el Yeso
Túnel Tinoco em Cajon del Maipo e Embalse el Yeso

Ainda mais, que a história mais marcante envolvia amor e tragédia.

Willy, um jovem chileno de 18 anos, resolveu por fim à sua vida neste túnel já desativado por causa de um amor não correspondido.

Estudante de Engenharia em Biotecnologia Molecular e tido como uma pessoa brilhante e talentosa.

Willito, deixou uma carta de despedida onde pedia para seus entes o visitarem no local que escolheu para seu último momento, ali na Cordilheira dos Andes.

No fim do túnel, fica a Animita de Willy Rojas e o Santuario de Remolinos, um local sagrado em homenagem ao garoto que infelizmente se suicidou em 20 de julho de 1998.

Animita de Willy Rojas e o Santuario de Remolinos
Animita de Willy Rojas e o Santuario de Remolinos

O local atrai muitos fiéis até hoje e alguns turistas curiosos sobre as histórias de aparições.
No túmulo (animita), há a seguinte inscrição junto aos cataventos (remolinos).

“Para nós, Willy fala através dos cataventos.
Por favor, não os deixem parar.
Seus pais”

“Para nosotros, Willy habla a través de los remolinos.
Por favor no los calles.
Sus Padres”

 

Cajón del Maipo e Embalse el Yeso no Chile

Seguindo viagem, a segunda parada foi na estrada mesmo.

Contudo, só pra gente ir se acostumando com o frio e tirar algumas fotos do Rio Maipo que cruza toda a região.

Então, observe ali à direita a estradinha que leva até o Embalse el Yeso.

Caminho para Embalse el Yeso
Caminho para Embalse el Yeso

Embalse el Yeso

Decerto o lugar mais bonito de todo o passeio e distante apenas 73 km da capital Santiago.

Uma represa com mais de 250 milhões de metros cúbicos de água.

Geralmente na cor azul turquesa e algumas vezes esverdeada.
Fazendo um incrível reflexo das montanhas na região da Cordilheira dos Andes.

Esta é a água utilizada para abastecer toda Santiago do Chile!

Embora a estrada seja bem sinuosa, com alguns trechos que passam apenas um carro por vez e sem acostamento.

Porém, é totalmente segura!

Agora em maio de 2018, restavam apenas 4 km de estrada de terra, o restante está totalmente asfaltado.

Todavia, aproveite para ir devagar e desfrutando a natureza de estar 3.000 metros acima do nível do mar.

Nem sempre no inverno este passeio pode ser realizado.
Então é importante pesquisar um pouco antes a data da sua viagem.

Fomos durante o outono no Chile, fim do mês de maio e o acesso estava impecável e pudemos curtir tudo que o local oferece.

Embalse el Yeso
Embalse el Yeso

A neve no Embalse el Yeso

Minha ideia quando programei este passeio com meus pais era curtir o lindo reflexo nas águas.

A cor geralmente é muito mais azul turquesa do que esta imagem mostra.
Porém, a previsão de tempo durante a semana foi mudando drasticamente.

Aliás, antes de sairmos para o passeio, a temperatura era de 4º C.

Ao chegarmos no local, começou uma leve garoa e a sensação términa era de temperatura abaixo de zero.

E então, aconteceu o improvável!
Meus pais puderam ver neve pela primeira vez na vida!

Neve no Embalse el Yeso
Neve no Embalse el Yeso

No passeio também tivemos a oportunidade de conhecer o simpático casal Mariane e Sidney.

Eles moram em Santos e durante nossas conversas, descobrimos já ter frequentando algumas cidades em comum na região de Serra Negra-SP!

Casal Mariane e Sidney que conhecemos no Embalse el Yeso
Casal Mariane e Sidney que conhecemos no Embalse el Yeso

Assim sendo, depois da breve neve que pegamos, minha mãe já tinha corrido de volta para a van para se abrigar do frio! 🙂

Contudo, o tempo abriu um pouco, e ainda consegui registrar algumas fotos com mais reflexo na água:

Embalse el Yeso
Embalse el Yeso

Ao final do passeio, o grupo se reuniu para curtir um picnic na beira da represa!

Picnic no Embalse el Yeso
Picnic no Embalse el Yeso

Nosso grupo tinha o casal de Santos, um casal misto de brasileiro e chilena e uma família holandesa!
Turma super animada e que deram um sabor especial ao passeio.

Nosso grupo no Tour do Cajón del Maipo e Embalse el Yeso
Nosso grupo no Tour do Cajón del Maipo e Embalse el Yeso

Ou seja, ótima oportunidade para papear e pegar algumas dicas!

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.